Os homens mais inteligentes da História

O Quociente Intelectual – QI – médio da humanidade está entre 85 e 120 pontos; William James Sidis, Goethe e Voltaire possuíam valores entre 300 e 190. Os valores de QI mostrados aqui para cada pessoa são o resultado de uma pesquisa de registros históricos: da herança biológica, da infância e juventude e dos feitos desses homens. Este método, amplamente utilizado e respeitado pela comunidade científica, é conhecido como historiometria. Não é a toa que dessa lista surgiu grandes façanhas do homem. Confira:

 

Os 10 homens mais inteligentes da história

William James Sidis  (1898 – 1944) QI= 300 – O jovem James podia ler o New York Times quando tinha apenas 18 meses, e aos oito anos falava 8 idiomas além do inglês (latim, grego, francês, russo, alemão, hebreu, turco, e armênio), e aos 7 anos inventou um, o Vendergood. Na idade adulta, foi estimado que ele pudesse falar mais de 40 idiomas, e aprender uma língua nova em uma semana. Faleceu em 17 de julho de 1944 aos 46 anos de uma hemorragia cerebral. Seu pai havia morrido da mesma maneira em 1923, aos 56 anos.. Talvez o cérebro humano ainda não esteja pronto para suportar tamanho nível de inteligência.

Johann Carl Friedrich Gauss, QI = 240, foi um famoso matemático, astrônomo e físico alemão. Era conhecido como o príncipe dos matemáticos. Muitos consideram Gauss o maior gênio da história da Matemática.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Johann Wolfgang von Goethe  (1749-1832) QI=210 – Novelista, dramaturgo, poeta, cientista, geólogo, botánico, anatomista, físico, historiador de ciências, pintor, arquiteto, desenhista, economista, filósofo humanista e, durante dez anos, servidor público do Estado alemão de Weimar.

Julius Robert Oppenheimer (Nova Iorque, 22 de abril de 1904 — Princeton, 18 de fevereiro de 1967) QI= 195 –  Foi um físico norte-americano. Dirigiu o Projecto Manhattan para o desenvolvimento da bomba atómica, durante a Segunda Guerra Mundial, no laboratório nacional de Los Alamos, no Novo México. Passou o resto da vida lamentando o seu feito. Morreu de câncer na garganta, aos 62 anos.

Image result for oppenheimer

Christopher Langan, QI = 195 – Christopher aprendeu a ler sozinho aos 3 anos, aos 15 desenhava retratos tão realistas que pareciam fotografias, aos 16 gabaritou o vestibular e perto dos 20 decidiu dedicar sua vida à física teórica. Mas Langan, que é mais brilhante que Stephen Hawking, por exemplo, nunca teve uma coisinha essência para todos: sorte. Perdeu a bolsa da faculdade porque sua mãe irresponsavel esqueceu de renovar o contrato. De família pobre, nunca recebeu incentivo para os estudos. Acabou trabalhando como operário da construção civil e zelador por várias anos. Hoje se dedica a procura da Teoria do Tudo.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Voltaire  (1694-1778) QI=190 Escritor e filósofo francês que figura como um dos principais representantes do Iluminismo. Ele foi um defensor aberto da reforma social apesar das rígidas leis de censura e severas punições para quem as quebrasse. Um polemista satírico, ele frequentemente usou suas obras para criticar a Igreja Católica e as instituições francesas do seu tempo.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Isaac Newton  (1643-1727) QI=190 – Físico, filósofo, inventor, alquimista e matemático inglês, autor dos Philosophiae naturalis principia mathematica, mais conhecidos como os “Principia”, onde descreveu a lei de gravitação universal e estabeleceu as bases da mecânica clássica, mediante as leis que levam seu nome.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Galileu Galilei  (1564-1642) QI=185 – Astrônomo, filósofo, matemático e físico que esteve relacionado estreitamente com a revolução científica. Eminente homem do Renascimento, mostrou interesse por quase todas as ciências e artes (música, literatura, pintura). Seus êxitos incluem a melhora do telescópio, grande variedade de observações astronômicas, a primeira lei do movimento.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Leonardo da Vinci (1452-1519) QI=180 – Foi arquiteto, escultor, pintor, inventor, músico, engenheiro. Humanista italiano, considerado como um dos maiores pintores de todos os tempos e talvez a pessoa com os mais variados talentos da história.

Os 10 homens mais inteligentes da história

René Descartes (1596-1650) QI=180 – Filósofo, matemático e cientista francês. É considerado como o pioneiro da Filosofia Moderna e um dos pensadores mais importantes e influentes da História do Pensamento Ocidental. Em 1935 decidiu-se em sua honra chamar de “Descartes” uma cratera lunar.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Michelangelo di Ludovico Buonarroti (1475-1564) QI=180 – Escultor, arquiteto e pintor italiano renascentista, considerado um dos maiores artistas da história tanto por suas esculturas como por suas pinturas e obra arquitetônica.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Immanuel Kant (1724-1804) QI=175 – É considerado como um dos pensadores mais influentes da Europa moderna e do último período da Ilustração. Na atualidade, este filósofo alemão continua tendo vigência em diversas disciplinas como: direito, ética, estética, ciência e política.

Os 10 homens mais inteligentes da história

Martinho Lutero (1486-1546) QI=170 – Teólogo, monge agostiniano alemão, teólogo, professor universitário, “Pai do Protestantismo” e reformista da Igreja Católica, cujas ideias influenciaram a Reforma Protestante e mudaram o curso da Civilização ocidental. Inaugurou a doutrina teológica e cultural denominada “Luteranismo” e influiu nas demais tradições protestantes.

Outros homens que se destacam por sua inteligência:
Ung-yong (210), Philip Emeagwali (190), Garry Kasparov (190), Marilyn Vos Savant (186), James Woods (180), John H. Sununu (180), Benjamin Netanyahu (180), Johannes Kepler (175), Blaise Pascal (170), Michael Faraday (170), Andrew Wiles (170), Antoine Lavoisier (170), Lutero (170), Platão (170), Beethoven (165), Johann Sebastian Bach (165), Renè Descartes (162),  Darwin (160), Mozart (165), Bill Gates (160), Albert Einstein (160), Stephen Hawking (160), Linus Pauling (156), Cervantes (155), Nicolau Copérnico (150).

Como é classificado o QI

  • Acima de 141: Genialidade
  • 121 – 140: Inteligência muito acima da média
  • 110 – 120: Inteligência acima da média
  • 90 – 109: Inteligência normal (ou média)
  • 80 – 89: Embotamento
  • 70 – 79: Limítrofe
  • 50 – 69: Cretino

Obs:.  Ressaltamos que QI alto não é sinônimo de realizações ou sucesso e muito menos de riqueza; a história está cheia de personagens inteligentes que se deram muito mal.

Não adianta nada alcançar 140 pontos em um teste de QI e escrever comentários “eStÚpIdOs e mIgUxOs” e repletos de erros de “assentuassão”. A inteligência é muito mais que fazer alta pontuação em um teste, senão que é a observância de um conjunto de regras básicas ou o questionamento coerente e pertinaz destas.

Portanto se você fez um destes testes, tem mais de 14 anos e crê ser realmente inteligente, procure uma entidade como a MENSA para corroborar isto. Se obtiver sucesso, corra atrás para lapidar esta inteligência e fazer algo de produtivo para você e possivelmente para a sua comunidade e quiçá, para toda a humanidade.

Obs(2):. Outra observação, muito importante por sinal, é que o QI de Nikolas Tesla não foi medido realmente. Existem apenas alguns palpites do quanto seria, e gira em torno de 205. O método precisa de dados para ser concretizado e quem conhece a história de Tesla deve saber que ele não atraia a simpatia da comunidade científica. Seus laborátorios foram atacados e destruídos várias vezes. Após a sua morte, o que não foi destruído acabou sendo capturado pela empresa de JP Morgan, hoje uma das empresas mais ricas do mundo e também a maior no ramo de inovação tecnológica, possuindo um estreito contrato com o governo dos EUA. Na sua bibliografia é dito que Tesla estudava cerca de 11 horas diárias. Provavelmente esse era o seu segredo.

Obs(3):. Não, não é possível listar todos, logo, faltaram muitos, isso é obvio, mas antecipo já que dizer o obvio parece ser muito prazeroso para alguns comentaristas. E devo lembrar que também não adianta mentir e dizer que tem um QI super fodão se não tiver como provar.

Fonte: http://www.mdig.com.br/