Será que você aguentaria o treinamento do Navy SEALs?

Aqui nós já explicamos como funciona o treinamento de duas das instituições mais conhecidas dos Estados Unidos. Estamos falando do FBI e da CIA. Essas são entidades respeitadas em muito temidas em todo o mundo. Porém, há uma unidade da marinha que é ainda mais estimada. Estamos falando dos Navy SEALS, uma força de operações especiais da marinha que foi a responsável por matar o terrorista Osama Bin Laden. Neste artigo, vamos conhecer como é o treinamento do Navy SEALs.

Antes de partirmos para o treinamento em si, vamos entender o que significa eu nome. “Navy” é a palavra em inglês para marinha. Nos Estados Unidos, diferente do que pode acontecer em outros países, essa força na atua apenas no mar. Na verdade, ela atua em todos os terrenos, e os SEALs são a prova disso. A palavra é a união dos termos “sea” (mar), “air” (ar) e “land” (terra), destacando as especialidades dessa unidade especial. Ou seja: toda e qualquer situação.

Essa força surgiu durante a Segunda Guerra Mundial. Ela foi criada da necessidade de os soldados realizar missões de reconhecimento de praias de desembarque, reportar os obstáculos de defesa e, finalmente, orientar as forças terrestres durante a chegada. De lá para cá, o treinamento do SEALs foi sendo aprimorado até se tornar o que é hoje. Uma prova de fogo capaz de criar a maior força militar que o mundo já viu.

Os pré-requisitos

Unidade do Navy SEALs posando para a foto

Como de costume, vamos listar os requisitos básicos para qualquer um se alistar nessa unidade. Vale ressaltar que isso acontece bem antes do treinamento do Navy SEALs. Essa parte serve como um filtro grosso, evitando que pessoas realmente despreparadas entrem em um batalhão que não tem tempo para perder com “frangos”. Quem entra no Navy SEALs deve estar disposto a dar a vida por sua insígnia.

LEIA TAMBÉM  Como funcionam os sonhos?

Confira os requisitos básicos para poder concorrer a chance de fazer o treinamento do Navy SEALs:

  • Ser um membro ativo em serviço da Marinha Norte-Americana;
  • Ser um homem (sim, mulheres não pode se tornar SEALs da marinha);
  • Ter no máximo 28 anos (embora algumas concessões para aqueles com 29 ou 30 possam ser dadas);
  • Ter uma visão perfeita;
  • Ser um cidadão norte-americano
  • Passar pela chamada “Bateria de Aptidão Vocacional dos Serviços Armados” (“Armed Services Vocacional Aptitude Battery” ou ASVAB da sigla em inglês).

Como se tudo isso não bastasse, ainda há um teste físicos bastant severo antes mesmo de começar o treinamento do Navy SEALs. Depois disso, podemos dizer que o recruta está preparado para ingressar nessa unidade especial.

Teste físico Navy SEALs

O teste físico que antecede o treinamento do Navy SEALs não é considerado tão pesado. Poré, ele acaba exigindo um bom condicionamento físico para ser finalizado. O vídeo acima mostra na prática como é esse teste. Abaixo você confere uma descrição de cada exercício:

  • Nado de 457 metros em 12,5 minutos ou menos, seguido de um descanso de 10 minutos;
  • Execução de 42 flexões de braço em nos de dois minutos, seguido de um descanso de dois minutos;
  • Execução de 50 abdominais em menos de dois minutos, seguido de um descanso de dois minutos;
  • Execução de seis flexões de barra fixa, seguido de um descanso de 10 minutos;
  • Corrida de 2,4 quilômetros com coturnos e calças comprimidas em menos de 11,5 minutos.

Embora não seja considerado tão pesado, muito acabam caindo nesse teste por desconsiderar o tempo limite e o de descanso. Fazer cada uma dessas atividades sem cronometrar e de forma intervalada é fácil. O difícil é fazer isso contra o tempo e de forma sequencial. É isso que exige bastante treinamento e condicionamento físicos. Esses são atributos muito procurados pelos recrutadores do Navy SEALs.

LEIA TAMBÉM  Qual é o segredo da felicidade?

O treinamento do Navy SEALs

Parte do treinamento do Navy SEALs

O treinamento do Navy SEALs é extremamente brutal. São necessários 30 meses para completar todas as etapas. E, como era de se esperar, poucos são aqueles que conseguem finalizá-lo. Aqueles, porém, que consegue sair vitoriosos dessa fase estão preparados para enfrentar praticamente qualquer situação.

Durante o treinamento do Navy SEALs, os recrutas são convidados atividades como mergulho, natação em combate, navegação em diferentes veículos, demolições, manejo de diversas armas e até mesmo paraquedismo. Essa etapa leva os soldados ao limite, tanto físico quanto mental. O período de testes coloca os recrutas em situações extremas, com escassez de recursos e precisando lidar com a fome, dor e sofrimento sem comparação.

Desde o primeiro dia de treinamento, os recrutas são ensinados sobre a importância do trabalho em equipe. O foco neste momento não é o indivíduo. O treinamento ressalta que nenhum SEAL seja deixado para trás durante uma missão. Até mesmo durante as sessões de tortura (sim, isso existe) os soldados são incentivados a passar pelas provações todos juntos. Isso acaba reforçando os laços entre os recrutas, formando o que eles chamam de família.

A ação que matou Osama Bin Laden

Em 2012, o programa Fantástico do canal Globo fez uma reportagem mostrando como foi a ação que levou à morte de Osama Bin Laden. O quadro mostra que todo o procedimento levou cerca de 40 minutos e envolveu 24 soldados e um cachorro. A rapidez e a precisão na execução dessa tarefa são características que só poderiam ser atendidas pelo esquadrão Navy SEALs.

Isso foi para mostrar apenas um pouco sobre como funciona o treinamento da maior e mais temida força militar dos Estados Unidos. Os SEALs, diferente das outras entidades norte-americanas, respondem diretamente ao presidente do país. Isso mostra a importância de sua ação. Caso seja necessário, o líder máximo do país pode acionar essa unidade especial. E isso só vai acontecer em casos de extrema urgência. Será que você estaria preparado para enfrentar esse treinamento e se tornar um recruta do Navy SEALs?