Quem é Stephen Hawking?

Stephen Hawking: A história, a genialidade, as dificuldades físicas e as controvérsias de um dos maiores gênios da ciência de todos os tempos

É difícil resumir a vida de um cientista de tamanho gabarito em um texto pequeno para quem tem preguiça de ler, entretanto, é extremamente necessário para que as pessoas que defendam esse senhor tenham consciência do que estão defendendo e parem de falar tanta asneira!

Stephen William Hawking, é um físico teórico e um dos maiores cosmólogos da atualidade. Ocupou a cadeira de Isaac Newton, honraria que foi concedida pelo seu brilhante desempenho no meio científico. É professor do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica da Universidade de Cambridge, lecionando Matemática. Tem um QI de 160 e é considera uma das pessoas mais inteligentes vivas.

Hawking é filho de Frank Hawking, um parasitólogo que trabalhava com pesquisa no Instituto Nacional de Pesquisa Médica de Londres – e era muito conceituado perante a comunidade científica pelo seu trabalho – e de Isabela Hawking. Nasceu em 8 de janeiro de 1942, em Oxford, Inglaterra, justamente no aniversário de 300 anos da morte Galileu Galilei.

Talvez, o fato de o pai ter sido um cientista renomado tenha influenciado Hawking a despertar desde cedo o interesse pela Ciência. Havia também o incentivo paterno e certa cobrança sobre o menino para que ele estudasse mais do que o normal para uma criança da sua idade. Mas se engana quem pensa que isso era um martírio para Hawking: segundo sua biografia, escrita por Kristine Larsen, o próprio confessa que era um prazer estudar.

Apesar dos estudos, Stephen não era um garoto excepcionalmente inteligente, sequer demonstrava sinais de sua genialidade. Era mediano segundo seus professores e não era o destaque da turma.

Em 1959, Hawking já com seus 17 anos e em conflito com seu pai (que insistia que rapaz fizesse Medicina), decide ingressar no curso de Matemática do Universidade College, em Oxford. Não conseguiu ingressar por indisponibilidade do curso e optou por Física. Desse momento em diante Hawking começou a mostrar que era mais do que muitos imaginavam. Se formou em três anos, partindo em 1966 para um doutorado em cosmologia na Trinity Hall em Cambridge. Na universidade os professores começaram a notar que Stephen tinha potencial e passaram a dar algum crédito ao jovem.

Porém, quando a situação parecia favorável, ele recebeu talvez a pior notícia de sua vida: Hawking era portador da Esclerose Lateral Amiotrófica, doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo e o condenaria futuramente a ficar preso em uma cadeira de rodas (isso aos 21 anos de idade).

Entre 1966 a 1973, Hawking lecionou nos Colégios Maiores de Gonville e Caius, posteriormente passando a trabalhar no Instituto de Astronomia. De 1979 a 2009, ocupou a cadeira de Newton de professor lucasiano de Matemática na Universidade Cambridge.

A doença entrou em um estágio avançado e Hawking perdeu até a capacidade muscular de sustentar a sua cabeça, ficando paralisado por completo. Em 1985, teve que realizar uma traqueostomia, o que prejudicou sua fala, sendo que o mesmo hoje utiliza um sintentizador de voz para efetuar sua comunicação.

A Obra e o post dos “13 famosos que não merecem o reconhecimento recebido”

Aqui está o principal que os defensores de Hawking não fazem a mínima idéia: sua obra! Quando falei em “Os 13 famosos que não merece o reconhecimento recebido”, frisei já na primeira frase do item que fala de Stephen Hawking:

“Primeiramente, devo observar que ninguém está questionando a inteligência ou o brilhantismo da Obra desse senhor.”

E em seguida justifiquei o fato de ele estar na lista:

“O erro está no título que o seu nome carrega.”

O título ao qual me refiro – citado posteriormente no texto – é o de “um dos maiores cientistas de todos os tempos”. Contudo, provavelmente os preguiçosos de plantão não leram isso, como de praxe, passaram um olhar rápido pelos sub-títulos e foram comentar (e eu já cansei de repetir aqui no blog que nós sabemos o que o visitante faz desde do momento que entra até o momento que saí e se você começou a comentar 54 segundos depois de ter entrado no post em visita única, saindo aos 2 minutos e 34 segundos, as chances de que você apenas leu os sub-títulos e foi comentar é enorme).

Enfim, os defensores mais fanáticos de Hawking mostraram muitas falácias ( em especial, a falácia do Ad Hominem), porém, pouquíssimo conhecido a respeito daquele que defendiam. Bastava eu questionar sobre a obra dele que escapavam de forma ligeira e silenciosa e quando isso não acontecia, as mais mirabolantes invenções sobre o que Hawking fez para Ciência apareciam ( e vocês irão ver no final do post).

Pois bem, para vocês, defensores fajutos que sequer sabem o que estão defendendo, dedico essa explicação da obra de Hawking.

A Obra

A Obra de Hawking para comunidade científica, sem dúvida, é genial. Não é a toa que ele é considerado brilhante.

O seu trabalho realmente significativo começa em 1970, ainda no Instituto de Astronomia.

Hawking queria descobrir o sentido de tudo, queria saber o que é o universo e acabou focando seus estudos no trabalho de Einsten. Mais tarde, em 1990, focou-se nos sonhos dos físicos: A TGU, Teoria da Grande Unificação, também conhecida como Teoria do Tudo.

Os seus cinco principais feitos foram:

(X) Combinação da teoria da relatividade com a mecânica quântica para descrever as propriedades dos buracos negros.  Leis da termodinâmica dos buracos negros.

(X) Comprovação dos teoremas da singularidade, em conjunto com Roger Penrose, criando os teoremas de singularidade Penrose-Hawking, que explicam, a grosso modo, as condições de formação de uma singularidade.

(X) Teorema dos Mini Buracos Negros e Radiação Hawking.

(X) Participação no desenvolvimento da Teoria da Inflação Cósmica, fundamental para propor Big Bang.

(X) Participação na construção de tecnologias promissoras, como por exemplo, o iBrain.

Ok, agora que você já sabe, me diga por que ele deveria entrar no Hall dos “Maiores Cientistas de todos os tempos”? Sequer sabemos se as teorias criadas sobre os buracos negros são realmente aplicáveis ou são exatamente assim e se não são um erro de interpretação matemática, já que a Matemática é uma grande mãe que aceita tudo, ao contrário da realidade. São muito razoáveis e o melhor que temos até agora mas isso não significa que esteja certo, já que o buraco negro mais próximo da Terra, V4641, a 1.600 anos-luz, não pode ser alcançado pela nossa tecnologia atual.

Para você ter idéia, Hawking defendia desde 1977 que toda informação que entrasse em um buraco negro era destruída porque a sua interpretação dos seus cálculos indicavam isso. Em 2004, o matemático Juan Maldacena provou que ele estava completamente errado e ele passou a defender o oposto ( não desmerecendo o trabalho de Hawking, já que é plenamente justificável o erro, pois, por incrível que pareça, Stephen fez todos esses cálculos de cabeça porque a ELA o impedia de escrever e ele apenas ditava para o seu assistente). O mesmo aconteceu na questão de vida inteligente no universo, que defendia até o ano de 2010 que era impossível existir e hoje defende que não só é possível como é arriscado entrarmos em contato com outra espécie inteligente.

O que a maioria não percebe é que apesar dessas teorias complementarem a Teoria da Relatividade Geral e dar rumo para uma futura descoberta que pode revolucionar o nosso conhecimento sobre o universo, provavelmente não terá uma utilidade comparável com as grandes descobertas dos maiores cientistas, como Isaac Newton, que revolucionaram a Ciência, enquanto esse hipótese não se concretize. Ninguém nega que sejam excelentes descobertas, afinal toda colaboração é bem-vinda,  contudo, está longe de ser equivalente aos feitos dos maiores cientistas da História. Basta você pensar: como seria o mundo,a Ciência e a nossa tecnologia se “Newton” ou “Tesla” não tivesse existido? Será que alguém conseguiria realizar os seus feitos? Agora imagine um mundo sem “Hawking”? Mudou alguma coisa? Entendermos os buracos negros é necessário e talvez futuramente seja nossa salvação, mas hoje é apenas um detalhe, uma peça em um quebra-cabeça que ainda está longe de ser montado.

Então por que Stephen Hawking é tão famoso?

Primeiro porque ele é um símbolo mundial de superação. A ELA nunca o impediu de prosseguir. Além de lecionar, ele continua com seus estudos, ministra palestras, escreve artigos, participa da coordenação do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica da Universidade de Cambridge, escreve livros, enfim, o sujeito é sensacional.

Segundo porque Hawking tem mais coragem do que a maioria dos cientistas. Ele trata de assuntos polêmicos com naturalidade como Deus, Tempo, viagem no tempo, extraterrestres, origem do universo, entre outros temas que os cientistas procuram passar longe por causa da falta de base para construir qualquer explicação, mas que a mídia adora porque atrai o público.

Terceiro porque Hawking é um excelente escritor e professor, e claro, um gênio! Ele conseguiu simplificar a Física mais complexa em seus livros, dando a possibilidade da pessoa mais leiga entender como ela funciona. O seu livro lançado em 1988, “Uma Breve História do Tempo” , virou febre e vendeu mais de 10 milhões de cópias pelo mundo inteiro, tornando-se o best-seller de caráter científico mais vendido até então. A partir daí, Hawking virou o queridinho da mídia, principalmente pela capacidade didática, conseguindo ensinar até ao mais ingênuo e ignorante o complexo funcionamento da Física Teórica. E como vocês sabem, a mídia gosta de sensacionalismo e daí provém o título que falei naquele post, sobre Hawking ser um “dos maiores cientistas de todos os tempos”.

E vamos aos comentários

Vocês não acharam que eu iria escrever um textos desse tamanho e deixar os “brilhantes” comentários do post “13 famosos que não merecem o reconhecimento recebido” de lado, não é? Vamos à eles, mas primeiro, vou colar a parte do texto que fala do Hawking:

Primeiramente, devo observar que ninguém está questionando a inteligência ou o brilhantismo da Obra desse senhor. O erro está no título que o seu nome carrega. Os títulos geralmente dados pela mídia ou pela parte da população menos culta, em sua grande maioria, não condizem com o talento da pessoa intitulada ( por exemplo, o gordo bebum do Adriano virou o Imperador). Existe um excesso, um exagero descabido. Esse é o caso de Stephen Hawking.

O professor de Cambridge leva consigo, em quase todas as matérias que aparece, o mérito de “um dos maiores cientistas de todos os tempos”. Convenhamos amigo, para ser um dos maiores cientistas de todos os tempos falta muito. Os maiores cientistas vieram da revolução que causaram na Ciência, como é o caso de Isaac Newton e as suas leis. No entanto, o que Stephen Hawking fez para merecer tal honraria? Não nego que ele seja um cosmólogo de primeira, mas ainda está longe de ser um dos maiores cientistas da História. E quando digo longe, meço na escala de anos-luz.”

***

Comentários

***

Um Ser Pensante

[…]Você não acha que só o que o Stephen Hawking fez ja não é o suficiente?
O que ele deve fazer? Criar a fórmula da vida eterna? Ir ao sol e voltar pra contar a história? […]

“Um ser pensante” não faz jus ao nome. Ou pensa demais e lê de menos. Aonde foi que eu questionei a importância da obra de Hawking? Hawking fez um trabalho importante mas não o suficiente para ganhar o título de “um dos maiores cientistas de todos os tempos”.

Gui-kun

“O que VOCÊ fez pela ciência ? criticar é ótimo, criar um blogzinho e sair argumentando um musico, ciêntista ou algo do gênero é algo que existe de kilo nessa internet “livre” que vocês se orgulham tanto de ter.

Mais você pode se comparar ou chegar perto da inteligência dele ? se acha que ele não tem capacidade de ser o que é e não merece a atenção que tem , mostre o seu “potêncial” e quando for reconhecido por algo útil, venha aqui e responda esse post.”

Diga-me leitor, o que está escrito na primeira frase do item que fala de Hawking? Vejamos: Primeiramente, devo observar que ninguém está questionando a inteligência ou o brilhantismo da Obra desse senhor[…]” . Leu? Observe o comentário agora. Depois eu falo que o cidadão não lê o texto e pula direto para os comentários passando um olhar rápido pelos sub-títulos ou que não sabe interpretar um texto e tem gente que fica brava.

Biel_machado9

“Cara, o que você falou do Stephen Hawking foi meio que sem ”credito ” , ele descobriu coisas que nenhum outro Físico Teórico ou outro Cosmólogo descobriu, e cara é obvio que ele deu continuidade as teorias dos outros cientistas, a ciência é isso cara, ela vem descobrindo coisas, a ciência prova de onde viemos, responde as maiores perguntas do mundo, e só o fato dele ter feito 6 videos sobre a Inexistência de Deus, o cara é um GÊNIO! […]”

Rolei de rir quando li isso. Principalmente quando ele fala que “só o fato dele ter feito 6 videos sobre a Inexistência de Deus, o cara é um GÊNIO!”. Se ateísmo fosse considerado um feito para considerarmos uma pessoa como “uma das maiores cientistas de todos os tempos”, Richard Dawkins era disparado o melhor!

Se vocês observarem, o comentário não fala nada, ele diz que Hawking é um físico teórico e cosmólogo, – informação expressa no texto – que ele descobriu coisas que nenhum outro cientista descobriu – mas não cita nenhuma delas – e por fim disse que ele dá continuidade as teorias dos outros cientista, ou seja, ele desempenha uma das funções de um cientista. O mais importante que era dizer o porquê ele merece o mérito de “um dos maiores cientistas de todos os tempo” não aparece.

Obs:. E ninguém questiona que ele seja um gênio. O QI dele já fala por si: 160. O que foi questionado

Daniel

“Mano vc falar que o Steve Jobs e o Stephen Hawking não merecem o reconhecimento que eles tem já tá exagerando né?
Acho que vc só conseguiu achar 11 famosos ai colocou os 2 pra completar ou você tem raiva deles porque eles são ateus ? Os cara são 2 genios, o Stephen Hawking por exemplo é o melhor cientista dos ultimos 30 anos com certeza. Você acha que eles não merecem tudo que eles tem ? Vai lá e faz melhor genio. Faça por merecer o seu, não fique tirando o merecimento dos outros.”

A mania de desvirtuar os posts: “ou você tem raiva deles porque eles são ateus?” . Tudo tem que virar um debate religioso, independente do assunto não ter qualquer relação. Depois o sr. Daniel prossegue dizendo:  “Os cara são 2 gênios, o Stephen Hawking por exemplo é o melhor cientista dos últimos 30 anos com certeza”. Melhor cientistas dos últimos 30 anos e autor do comentário sequer sabe o que ele fez, não é? Fazendo uma analogia, seria como eu afirmar que o Ah Duvido é o melhor blog da blogosfera desde 2009 e dar como justificativa “Porque sim!”. É fácil afirmar algo sem colocar qualquer argumento.

Obs:. Novamente, ninguém questionou a genialidade de Hawking.

Daniel, parte 2 – explicação do mérito “um dos maiores cientistas de todos os tempos”

“[…]Stephen Hawking é um físico teórico e cosmólogo, um dos mais consagrados cientistas da atualidade.[…]”

Ah vá! Por nada?! Será mesmo? E ser um dos mais consagrados cientistas da atualidade faz dele “um dos maiores cientistas de todos os tempos”?

Daniel, parte 3

“[…]Você não gosta do Hawking, será que é porque ele fez um documentário que diz que nós não precisamos de um Deus, será que você é mais um daqueles religiosos fanáticos, será que você acredita que veio um Deus e criou o mundo, e não gosta do Hawking por que ele disse que não existe um criador? […]”

Realmente, tudo a ver com o assunto debatido. Como sempre, religião entra em pauta sem ser convidada. Será que eu sou o religioso fanático ou tem alguém aí que é revoltado com a religião? Resumindo: em três comentários não disse porque Hawking deveria ser considerado um dos maiores cientistas de todos os tempos, provavelmente por desconhecer a sua obra e apenas ter visto o vídeo pró-ateu que ele fez.

John

“[…]Creio que falar de Stephen Hawking , Steve Jobs, Walt Disney e Slash é ser muito “pseudo-critico” e nonsense , não existem gênios, o próprio Einsteins disse que estava longe de ser um, no caso desses últimos que citei, eles não eram gênios, eram criativos, e inteligêntes , esforçados.

Stephen hawking por exemplo, ele não é um “gênio de todos os tempos”, mais ele é um físico incrível, além de possuir tamanha inteligência, ele possui algo que 99% da população mundial não possui, algo chamado “força de vontade” , pois quem o conhece sabe o seu drama, e não tem nada sendo levado ao lado sentimental, apenas pense, quantas pessoas se igualam a ele nesse momento vivas ? é algo a se pensar.[…]”

Não existem “gênios”? Se for aqueles da lâmpada, talvez! Gênio vem de Genialidade que é a qualidade de ser genial, que por sua vez, é um termo ligado à pessoas com grande inteligência e um talento muito acima da média.

John continua dizendo: “Stephen hawking por exemplo, ele não é um “gênio de todos os tempos”, mais ele é um físico incrível, além de possuir tamanha inteligência, ele possui algo que 99% da população mundial não possui, algo chamado “força de vontade” , pois quem o conhece sabe o seu drama, e não tem nada sendo levado ao lado sentimental, apenas pense, quantas pessoas se igualam a ele nesse momento vivas ? é algo a se pensar.”

Ser gênio e ser cientistas são coisas totalmente diferentes. Não é questionado em qualquer momento do texto sobre ele ser ou não um dos maiores “gênios de todos os tempos”. Também não foi questionada a sua força de vontade. E ter força de vontade não faz de um cientista um dos maiores de todos os tempos. Parem de misturar tudo.

Fff

“[…]Opinião cada um tem a sua e vc é livre para se expressar por isso pode dizer q não gosta de um estilo ou de outro concordo que vc diz que a mídia da as vezes muito mérito a quem não deve ter mas como vc pode dizer que o Stephen Hawkin não é um dos maiores cientistas de todos os tempos? só pq vc acha ?

Ele não é só um cosmólogo como vc diz ele daquela cadeira de rodas desvendou o espaço mais do que qualquer outro cientista, e nao é desmerecimento dos outros, mas ele faz parte da evolução, ele evoluiu as leis de Newton adaptou e melhorou as equações de Einstein, ele organizou os quarks e a matéria escura ele colocou cada um no seu lugar e seu proposito, graças a ele hoje conseguimos entender mais como funciona o universo em vez de só especular.”

Apenas leiam a parte em negrito e tirem suas conclusões. =)

Carloshiskar

“INSULTO E COLOCAR O HAWKING ,JOBS E DISNEY NUMA LISTA DE QUEM “NAO MERECEM O RECONHECIMENTO RECEBIDO” E verdade ne??? um cara que inventou UM IPHONE nao merece ,quem merece entao?? VOCE COM ESSE BLOG CRITICANDO ,me poupe cara que post ridiculo apaga isso ai”

Fim….. não fala nada para contra argumentar o post.

Arrais

 […]Enfim, Hawking, Jobs e Disney fizeram por merecer e entraram para a História… Chega a ser até insulto colocar no mesmo post de restart, neymar e Britney, por favor, né? Nanotecnologia é milhões de anos luz à frente de um cabelo moicano de um pivete de uns 20 e poucos anos.[…]

Globo e você, tudo a ver!

Alotonni

“[…]Também não pretendo entrar na questão de Hawking, outro grande gênio que também merece seu reconhecimento como outro grande gênio e cosmologista, que trouxe sim GRANDES contribuições para o meio científico. Embora vocês LEIGOS talvez não saibam e provavelmente nunca saberão disso, pois estão aqui, na internet, criticando. 
Mais uma pergunta que eu levo a você, caso for capaz, argumente de forma válida, baseando-se no material produzido por Newton e Hawking, a grande diferenças entre as duas contribuições, que leva Steve Hawking ser tão inferior a Newton em uma escala de anos luz. Se possível tente usar alguma metodologia, argumentação por argumentação não serve de para provar nada, a não ser seu próprio ponto de vista.[…]”

Olha a frase em negrito HAUHAUHUAHUAHAUhU. Alotonni é uma tentativa de ser pseudo-intelectual – digo “tentativa” porque nem isso ele consegue ser. Diz que Hawking é um grande “cosmologista” que trouxe grandes contribuições para o meio científico, embora, eu, o leigo, talvez não saiba…. HAUHAUAHUAHAUAHAUHAUA …. (eu não ganho nada com o blog mas o que eu dou de gargalhada com esses comentários acabam compensando.)

Vamos a duvida do nosso colega “argumentação por argumentação”: Sir Isaac Newton criou a base da Mecânica Clássica e revolucionou a Ciência da sua época. Sua obra “Philosophiae Naturalis Principia Mathematica” é apenas uma das mais influentes da História do meio científico. Sem a sua obra, nem sei em que patamar tecnológico estaríamos hoje. Já Hawking fez o que vocês leram anteriormente no post, contribuições que complementaram a Teoria da Relatividade Geral e as suas teorias que ajudaram a entender o funcionamento dos buracos negros. Ilustrando com uma analogia tosca, no meio científico seria a mesma coisa que Newton ter inventado o carro e Hawking um quebrador de ovos que separa a gema da clara.

Pedro

o unico motivo de você achar que Newton, Einstein, ou qualquer outro cientista “chupado” pela mídia contribuiu mais para a ciencia do que Stephen é puramente influencia das mídias, que têm a tendencia de venerar quem já morreu com o intuito de criar herois. Se você entendesse 0,000…1 % de física, saberia que se não fosse por ele, muitos das teorias e até certezas cientificas que hoje te atormentam nas suas provaveis miseras aulinhas de física não estariam lá, se enforme melhor antes de fazer um post envolvendo gente cuja inteligencia está (como citado no post) à anos luz da sua…”

Outro comentário que não fala nada com nada. Diz que Newton e Einsten fizeram o equivalente ao que Hawking fez pela Ciência mas não fala o que Hawking fez. Questionei o Pedro sobre a obra de Hawking mas não obtive resposta, como era de se esperar, já que fica nítido pelo comentário que o mesmo não fazia a menor idéia da contribuição de Hawking para Ciência.

 Defender uma causa ou alguém

Pessoal, não quero ser o He-man para ficar dando lição de moral ao final do episódio mas eu fiz esse post para vocês que estiverem lendo isso pararem de defender causas ou pessoas que não conhecem. Antes de defender, procure se informar, saber o que é !

Eu também não sou nenhum especialista em Stephen Hawking, mas a minha opinião não saiu do nada. Já li muito sobre ele e estudei sua obra em Física IV. Você também não precisa ser especialista para defender mas é necessário ter, pelo menos, um conhecimento mínimo.

Nos já falamos sobre esse ato de defender sem conhecer. Você pode conferir mais sobre esse comportamento comum na Internet clicando aqui.