O que é possessão demoníaca e como ela ocorre

A possessão demoníaca é a crença de que alguns indivíduos podem ser possuídos por seres malévolos, geralmente conhecidos como demônios. As obsessões e as posses do diabo são colocadas na categoria de aparições do espírito maligno entre os humanos. O fenômeno de obsessão acontece quando o demônio atua extremamente contra a quem ele ataca. Já a posse caracteriza-se pela ação interna, agitando ou excitando a pessoa a fazer o mal.

As descrições de possessões demoníacas geralmente incluem memórias ou personalidades apagadas, convulsões (ataques epilépticos ou “ataques”) e desmaios como se a pessoa tivesse morrido. Outras descrições incluem acesso a conhecimentos escondidos e línguas estrangeiras (o poder de “falar línguas”), mudanças drásticas na entonação vocal e estrutura facial, a aparência repentina de feridas (arranhões, marcas de mordida) ou lesões, além de força sobre-humana. Ao contrário da canalização (outro fenômeno bizarro que ainda vamos explicar por aqui), o sujeito não tem controle sobre a entidade possuidora e, portanto, irá persistir até ser forçado a deixar a vítima, geralmente através de uma forma de exorcismo.

Muitas culturas e religiões possuem algum conceito de possessão demoníaca, mas os detalhes variam de uma para a outra. As referências mais antigas à possessão demoníaca são dos sumérios, que acreditavam que todas as doenças do corpo e da mente eram causadas por “demônios da doença”. Os sacerdotes que praticavam exorcismos nessas nações eram chamados ashipu (palavra para “feiticeiro”) em oposição a um asu (palavra para “médico”) que aplicava bandagens e pomadas. Muitas inscrições de argila cuneiforme contêm orações a certos deuses que pedem proteção contra demônios, enquanto outros pedem aos deuses que expulsem os demônios que invadiram seus corpos.

As culturas chamâmicas também acreditam na possessão demoníaca e os xamãs realizam exorcismos. Nessas culturas, muitas vezes as doenças são atribuídas à presença de um espírito vingativo no corpo da vítima. Esses espíritos lembram frequentemente espectros de animais ou pessoas prejudicadas pelo portador. Os ritos de exorcismo geralmente consistem em ofertas respeitosas ou ofertas de sacrifício. O cristianismo sustenta que a posse deriva do diabo, ou seja, Satanás, ou um de seus demônios menores. Em muitos sistemas de crenças cristãs, Satanás e seus demônios são realmente anjos caídos.

Os estágios da possessão demoníaca

Desde o lançamento do filme Exorcismo na década de 80, diversas produções sobre possessão demoníaca já foram lançadas. Ainda neste artigo discutiremos as principais implicações na cultura, mas vamos nos demorar um pouco nos aspectos factuais desse fenômeno assustador e aterrorizante.

Você sabia que a possessão demoníaca é categorizada em alguns estágios? É lógico que essa divisão não é pautada por aspectos científicos. Afinal, estamos falando de um fenômeno que não é completamente aceito e comprovado em nenhum lugar do mundo.

Se você se considera uma pessoa sensível e não gosta muito de ler ou acompanhar textos sobre o tema, sugerimos que tome muito cuidado com o que vai ver a seguir. Tudo pode não passar de mera especulação, mas há quem diga que há muita verdade dentro do que vai ser dito.

Estágio 1 – manifestação e infestação

Esse estágio pode afetar casa, florestas, carros e até uma boneca. Você provavelmente já deve ter ouvido falar na história de Annabelle, uma boneca possuída que chega a dar arrepios. O nome dessa forma de possessão demoníaca é manifestação ou infestação e ocorre dentro de objetos ou seres inanimados.

Pense nesse estágio como uma forma de assombração, uma expressão do demônio para se apresentar ao alvo pretendido através de meios obscuros. Isso pode resultar na aparição de um fantasma de uma garota perdida ou mesmo uma sessão de placa Ouija, ou até se passar por uma força sobrenatural que simplesmente quebra diversas partes de uma casa.

Nesta etapa, o demônio está buscando aprovação. Aprovação para fica. Ele quase precisa de uma permissão para começar a revelar o seu verdadeiro eu. A possessão demoníaca começará a aumentar gradativamente com o tempo e o demônio começa a ganhar força à medida que o indivíduo escolhido começa a perder para o demônio.

Confira o trailer de Annabelle para entender o que estamos falando:

Estágio 2 – Opressão

É neste estágio que a entidade é identificada verdadeiramente pela sua forma natural e muda para uma postura de “ataque”. Essas investidas podem ser de natureza física, mental e psíquica, e é projetada para quebrar a força de vontade da pessoa afetada.

A privação do sono, o aumento da atividade paranormal, mordidas, aranhões e até agressões sexuais podem aparecer como sintomas (e consequências) da possessão demoníaca desse estágio. É neste ponto que geralmente o grupo de investigação psíquica ou paranormal é chamado. A história conta que isso pode ser muito perigoso se eles não souberem com o que estão lidando e muitas vezes podem piorar ainda mais a situação.

A depressão é outra característica bastante presente em pessoas dominadas que se encontram nesse estágio. A falta de vontade e fé da pessoa acaba sendo aproveitada pelo demônio para causar rupturas ainda maiores na pessoa, passando eventualmente para o terceiro estágio.

O estágio 2 é o que vemos em boa parte dos filmes, inclusive “O Exorcista” de 1973. Confira o trailer:

Estágio 3 – Possessão total

Neste estágio final, o demônio possui controle total e suficiente para encerrar a vida da pessoa, se assim desejar. A vítima geralmente terá pouco ou capacidade nenhuma de reagir a possessão. A entidade doente estará no controle durante maior parte do tempo e responderá aos outros de forma que bem entender e até poderá machucar outras pessoas (como no exemplo do vídeo acima).

LEIA TAMBÉM  Entenda por que é impossível criar zumbis

Os casos em que o demônio age como um parasita são os mais graves. Nesses casos, os especialistas geralmente não conseguem fazer nada e apenas assistem a entidade fazer o que quiser com o corpo. O objetivo do demônio é levar a vítima a cometer suicídio e ainda levar outras pessoas junto com ele, condenando todas as almas ao inferno.

Por que os casos de possessão demoníaca estão aumentando?

No mundo todo, a Igreja Católica parece estar aumentando o número de exorcistas dentro de seu “exército”. Esse é um indicativo claro de que há um problema acontecendo: o número de casos de possessão demoníaca está aumentando. Mas por que isso está acontecendo?

De acordo com fontes do próprio Vaticano, o número de exorcismos realizados apenas em 2013 superou 160 mil. Até mesmo o Papa Francisco foi questionado o motivo desse grande aumento, que não soube responder, mas deu permissão para a realização do exorcismo para livrar as vítimas dos demônios.

Uma das possibilidades é a quantidade de informações que a internet começou a disponibilizar sobre o assunto. Além de filmes, séries e outros materiais, há até mesmo tutoriais ensinando a como invocar e chama demônios através de diversas técnicas. É claro que não vamos compartilhar tal conteúdo por aqui, mas ele pode ser facilmente encontrado na internet.

Caso emblemático 1 – Possessões em Aix-en-Provence

Em 1611, em Aix-en-Provence, no sul da França, o padre Louis Gaufridi foi queimado vivo por supostamente enviar demônios para as monjas Ursuline, em Aix. O caso forneceu o precedente legal para a convicção e a execução mais famosas de Urbain Grandier em Loudun mais de 20 anos depois.

Os acontecimentos ocorreram no auge das acusações na caça à feitiçaria da França, período durante o qual os casos envolvendo possessão demoníaca, sacerdotes e freiras, muitas vezes dominados por temas sexuais, eram particularmente comuns. A principal vítima foi Madeleine de Demandolx de la Palud.

Madeleine era uma freira Ursulina de 17 anos com história de instabilidade emocional e que muitas vezes retornava aos cuidados de seus pais para se recuperar dos ataques de depressão. O padre Louis Gaufridi era amigo da família de Madeleine, e acredita que ele e Madeleine se tornaram amantes ao redor do ano 1609.

As palavras foram transmitidas ao padre Gaufridi para que suas atenções cessassem imediatamente, e Madeleine foi admitida no convento de Ursuline em Marselha, sob a supervisão direta da Madre de Gaumer. Lá, Madeleine revelou a história completa de suas relações com o padre Gaufridi, e para evitar maiores danos e interromper qualquer outra associação com o padre Gaufridi, Madeleine foi transferida para o convento distante de Aix.

Dois anos depois, em 1611, aos 19 anos, Madeleine foi vítima do que aqueles que a rodeavam consideravam ser uma possessão demoníaca inconfundível. Seu corpo estava contorcido, e com um ataque de raiva, ela destruiu um crucifixo. Um exorcismo foi prescrito para banir os demônios, mas as tentativas iniciais se tornaram inúteis e outras tentativas trouxeram acusações condenadoras da Madeleine de que o padre Gaufridi era um adorador do diabo que tinha copulado com ela desde que tinha 17 anos.

Numa agora familiar progressão da histeria, mais três freiras foram encontradas pelos demônios e, no final do ano, esse número aumentou para oito. A Irmã Louise Capeau foi considerada a mais afligida, e seus comportamento e contorções corporais eram mais hediondos do que os de Madeleine.

Com a situação no convento de Ursuline ficando fora de controle, o padre Romillon recrutou a ajuda do grande inquisidor, Sebastien Michaelis, enquanto o exorcista flamengo, padre Domptius, continuou suas tentativas de remover os demônios das freiras possuídas.

O padre Gaufridi foi acusado de causar a posse de Madeleine, e foi convocado de sua paróquia para ajudar a exorcizar a Irmã Louise Capeau, que logo o denunciou como feiticeiro e canibal e acusou-o de ter cometido todas as formas imagináveis ​​de perversão sexual. A busca de seus quartos não encontrou nada incriminatório, e ele foi libertado.

No entanto, ele exigiu que seu nome fosse liberado e que seus acusadores fossem punidos, e ele foi levado perante um tribunal em Aix em 1611. Os procedimentos judiciais viram as Irmãs Madeline e Louise comportam-se de uma forma típica de um estado de posse avançado, e Madeleine, em particular, trouxe denúncias violentas de Gaufridi como um adorador do diabo, feiticeiro e canibal para completar as retrações de suas acusações.

Ela tentou duas vezes suicídio depois que os tribunais encontraram a marca do demônio em seu corpo. O caso foi o primeiro em que o testemunho de uma pessoa supostamente possuída foi levado em consideração. Após a tortura física e mental infligida ao padre Gaufridi durante seu tempo de prisão, um pacto com o diabo foi produzido no tribunal, alegadamente assinado no próprio sangue de Gaufridi.

LEIA TAMBÉM  Entenda por que é impossível criar zumbis

Uma confissão assinada também foi produzida, extraída sob tortura, na qual ele admitiu celebrar uma Missa Negra para ganhar poder sobre as mulheres. O padre Gaufridi recuou fortemente a confissão extraída dele por tortura, mas a confissão assinada e o pacto alegado foram evidências suficientemente pesadas para condenar o padre à morte por fogo.

No final de abril de 1611, Gaufridi foi arrastado pelas ruas de Aix por cinco horas antes de chegar ao local de execução, onde recebeu a mercê do estrangulamento antes que seu corpo fosse queimado. Imediatamente após a execução de Gaufridi, Irmã Madeleine de repente apareceu livre de toda posse, embora a Irmã Louise Capeau continuasse possuída até morrer, e ambas as irmãs foram banidas do convento.

Dois anos depois, a histeria de possessão se espalhou para Lille, na França, onde três freiras alegaram ter sido enfeitiçadas por Irmã Marie de Sains em uma cópia quase idêntica do caso Aix. Trinta anos depois, em 1642, e novamente em 1652, a própria Madeleine foi acusada de feitiçaria, e apesar de ter encontrado a marca do diabo e ser condenada à prisão, ela foi finalmente libertada à custódia de um parente e morreu em 1670 na Idade de 77 anos.

Caso emblemático 2 – As possessões de Loundun

As possessões de Loudun foram um notório caso de feitiçaria em Loudun, França, em 1634. Um convento de freiras de Ursuline disse que tinham sido visitados e possuídos por demônios.

Após uma investigação da Igreja Católica, um padre local chamado Padre Urbain Grandier foi acusado de convocar os espíritos malignos. Ele foi eventualmente condenado pelos crimes de feitiçaria e queimado na estaca.

O caso contém temas semelhantes a outros casos de feitiçaria que ocorreram em toda a Europa ocidental no século XVII, como as possessões de Aix-en-Provence (França) em 1611 (que mencionamos acima) ou as bruxas de Pendle (Inglaterra) em 1612 antes de chegarem ao Novo Mundo na década de 1690.

Caso emblemático 3 – O caso de Dorothy Talbye

Dorothy Talbye era um membro respeitável da igreja em Salem, na Colônia da Baía de Massachusetts. Com o tempo e de forma inesperada, ela se tornou cada vez mais melancólica, com ataques de violência. O governador John Winthrop atribuiu o comportamento da mulher a delírios ou “problemas de mente”, decorrentes de possessões demoníacas através de revelações que ele acreditava ser de Satanás.

Ele descreveu como os membros da igreja tentaram intervir. No entanto, Talbye não ouviu as recomendações dadas pelos anciãos da igreja e foi expulsa da igreja. Ela não compareceu perante o Tribunal Trimestral por agredir o marido, conforme ordenado em abril de 1637. Assim, foi condenada a ser a reclusão até que seu comportamento mudasse.

Em julho de 1637, ela foi espancada publicamente por infrações contra seu marido. Embora ela parecesse melhorar por um tempo, ela novamente caia em um estado de desespero. Em novembro de 1638, ela matou sua filha ao quebrar o pescoço, um ato que confessou livremente depois e foi acusada de assassinato.

Em seu julgamento, Talbye não cooperou, recusando-se a falar até John Winthrop ameaçar a sentença de morte por pedras no peito, ponto em que ela se declarou culpada. Ela se recusou a se arrepender de seu julgamento ou a sua execução, e, permanecendo pouco colaborativa com o julgamento, lutou ativamente contra sua execução. Ela tirou o pano que cobriu a cabeça e colocou-o debaixo da fita para diminuir a dor e, mesmo quando ela estava balançando do laço, ela tentou agarrar uma escada para se salvar.

Filmes de possessão demoníaca

O assunto chama tanta atenção que diversos filmes e seriados já brincaram com o tema. Como não lembrar, por exemplo, da série Atividade Paranormal, uma verdadeira febre dos cinemas que fez muito sucesso nos últimos anos. O filme deu tão certo que ganhou várias sequências e trata exatamente da possessão demoníaca de pessoas que chegam a até matar outras.

Abaixo separamos todos os trailers dos filmes para você sentir o qual é o teor desses filmes demoníacos.

Atividade Paranormal (Paranormal Activity) – 2007 (relançado em 2009)

Sinopse: Katie e Micah, em sua nova casa, começam a perceber estranhos eventos envolvendo uma presença demoníaca no local; quando então Micah resolve, utilizando-se de uma câmera de vídeo, monitorar o quarto do casal enquanto eles dormem em busca de respostas para o que vem aterrorizando Katie. E o que eles encontram traz à tona histórias sombrias do passado dela, envolvendo algo de que há muito ela já se esquecera.

Atividade Paranormal 2 (Paranormal Activity 2) – 2010

Sinopse: A jovem Kristi – que vive com o seu esposo Daniel e a filha dele, Ali, do seu primeiro casamento – dá à luz o seu primeiro filho, Hunter. Após terem a casa invadida e revirada, exceto pelo quarto do recém-nascido, Daniel contrata uma empresa especializada em segurança para instalar câmeras no local. O que é registrado por elas desperta o interesse de Ali, que começa a investigar o ocorrido, descobrindo um antigo pacto envolvendo Kristi e sua irmã Katie, quando ainda crianças.

Atividade Paranormal 3 (Paranormal Activity 3) – 2011

Sinopse: Final da década de 1980. As meninas Katie e Kristi vivem com a sua mãe, Julie, e o namorado dela, Dennis, em uma espaçosa e aconchegante residência. Descobrindo estranhos fenômenos ocorrendo recentemente na casa, Dennis – por sugestão de um amigo – instala câmeras por todos os lados, acabando por descortinar um estranho grupo de mulheres dispostas a fazerem de tudo em busca dos seus objetivos.

Atividade Paranormal 4 (Paranormal Activity 4) – 2012

Sinopse: A adolescente Alex, que vive em Nevada com a sua família (pai, mãe e irmão caçula) descobre um dia, com o seu namorado, que na casa da árvore do quintal da sua residência se esconde um enigmático menino chamado Robbie, vizinho das redondezas. Com a sua mãe hospitalizada, Robbie passa a frequentar a casa da família de Alex constantemente, quando então estranhos fenômenos começam a acontecer, revelando as verdadeiras identidades dele e de sua mãe.

Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal (Paranormal Activity: The Marked Ones) – 2014

Sinopse: Jesse e um amigo vasculham o apartamento de uma vizinha que recém falecera, e que possuía a fama de ser bruxa, na tentativa de investigar a sua inesperada morte. Ali eles descobrem itens de magia negra. Dias depois, utilizando-se de um inofensivo jogo Genius, eles tentam contato com forças sobrenaturais, levando Jesse a aparecer com uma mordida no braço, e a receber um tenebroso dom que fará com que os seus caminhos se cruzem com os de Ali (enteada da falecida Kristi). Além de ter um encontro inexplicável com Katie e Micah.

Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma (Paranormal Activity: The Ghost Dimension) – 2015

Sinopse: A casa em que Katie, Kristi e a mãe delas moravam nos anos 80 não existe mais; no local agora há uma nova residência habitada por um casal, Ryan e Emily, e sua pequena filha, Leila. Enquanto montam a decoração de Natal em 2013 Ryan e seu irmão encontram uma antiga filmadora e vídeos que explicam o envolvimento das meninas que moravam ali com as atividades ocultas que vêm dizimando inúmeras pessoas que atrapalham o seu caminho nas últimas décadas.

Muitos outros filmes também trabalham com essa temática. Confira os mais emblemáticos que encontramos por aí:

LEIA TAMBÉM  Entenda por que é impossível criar zumbis

O Exorcista – 1973

Sinopse: Após brincar sozinha com uma tábua Ouija, a pequena Regan MacNeil é possuída por uma estranha força do Mal. Esgotando todas as possibilidades médicas da época a sua mãe, como última tentativa de salvá-la, recorre a uma ajuda espiritual. Sua única esperança será depositada no experiente Pe. Merrin que, através de um exorcismo auxiliado pelo recém-abalado em sua fé Pe. Karras, enfrentará não um demônio, mas o Mal em si.

O Exorcismo de Emily Rose – 2005

Sinopse: A jovem Emily Rose morre após ser submetida a um ritual de exorcismo pelo, agora encarcerado, Pe. Moore. Durante o seu julgamento o religioso – disposto a arriscar a sua reputação para revelar toda a verdade – conta com os serviços da advogada Erin Bruner. Porém inocentá-lo parece ser uma possibilidade praticamente impossível, pois ninguém acredita nas declarações que ele faz, todas envolvendo questões sobrenaturais difíceis de serem confirmadas.

O Último Exorcismo – 2010

Sinopse: O Reverendo Cotton Marcus, desde que sua mulher teve sérias complicações no dia do nascimento do seu filho, vem questionando a sua própria fé. Ao participar de um documentário sobre a sua vida ele afirma categoricamente que exorcismos são fraudulentos, mas desde que tragam bons resultados são válidos, já que quem passa por um acredita nesse tipo de procedimento. Para provar o seu ponto ele acaba se deixando filmar durante o seu último exorcismo, mas não sabe que quem será posto à prova será ele.

Possessão – 2012

Sinopse: Em um bazar de quintal uma menina compra uma pequena caixa de madeira toda trabalhada, com cara de antiguidade; porém impossível de ser aberta. Obcecada pelo objeto a garota acaba encontrando uma maneira de abrir o baú, mas acidentalmente liberta um antigo espírito maligno que estava aprisionado ali. Seu pai então busca a ajuda da comunidade judaica para salvá-la da maldição que invadiu o seu corpo.

O Exorcismo de Molly Hartley – 2015

Sinopse: Seis anos se passaram desde que Molly se graduou no Segundo Grau e agora ela se encontra sob cuidados em uma instituição para doentes mentais; e ao mesmo tempo está sendo acusada de assassinar duas pessoas. Sabendo de um pacto efetuado no passado que prometera a sua alma para o Diabo, ela espalha entre os funcionários e pacientes do local uma destruição de ordem sobrenatural. Sua única salvação pode vir de um padre excomungado que também busca por sua própria redenção.

Exorcistas do Vaticano – 2015

Sinopse: Uma jovem começa a ter nefastas experiências ao perceber que pessoas próximas a ela começam a se machucar, chegando algumas até a morrer. Suspeitando estar possuída ela se vê analisada por membros da Igreja, que acabam confirmando o seu maior medo. Porém quando um padre e dois exorcistas do Vaticano se deparam com o demônio que a atacou, eles descobrem que as forças que agem ali são mais fortes do que eles jamais imaginariam.