Os 8 piores casos da DeepWeb que foram descobertos por internautas da Surface

4. Experimentos “Científicos” com Humanos

Tempos atrás, o diretor doente mental Tom Six, lançou o filme Centopeia Humana. O filme conta a história de um médico alemão que sequestra três turistas e os une cirurgicamente, boca ligada ao ânus, formando uma centopeia humana. Com o sucesso da operação, o médico começa a treinar a centopeia, enquanto tenta escondê-la do resto do mundo. Para muitos, um dos filmes mais perturbadores já inventado.

Apesar dos pesares, é só um filme. Ninguém seria capaz de fazer algo assim, seria? Sim, seria! A DeepWeb vem provar que “Centopeia Humana” comparado aos experimentos feitos na realidade por um grupos de lunáticos é um especial do Telettubies dos dias da criança. Nos becos escuros das camadas mais pesadas, existem fóruns de compartilhamento de documentos e imagens sobre experimentos realizados com humanos, dos mais variados tipos. A maioria deles sem qualquer sentido, como emparedar humanos com besouros-tigres e constatar quantos dias ele resiste ou substituir as pernas dos humanos por patas de cabras.

The-Human-Centipede-First-Sequence-2

A maioria desses sites na DeepWeb descobertos – geralmente por hackers do bem que tentam acabar, ainda que ineficientemente, com essa escória que infesta a DW – alegavam que “somente utilizavam mendigos” como cobaias, como se isso diminuísse a culpa ou a atrocidade cometida. Os responsáveis são grupos ou mesmo pessoas ligadas à Ciência – como médicos, químicos, biólogos – que agem separadamente e se reúnem nesses fóruns secretos. Segundo os crackers mais determinados em localizar esses “lixos humanos”, grande parte desses sites são do Leste Europeu e atuam sempre sob gigantesca vigilância, sendo que tudo é automaticamente apagado quando o menor indício de que alguém de fora descobriu, demonstrando uma rede muito bem estruturada e um grande investimento por detrás dessas ações hediondas. Provavelmente são pessoas com muita grana que estão envolvidas nesses crimes.

3. Fóruns de Canibalismo

Em 2003 um caso chocou a Alemanha e foi noticia no mundo todo. Um canibal confessou em um tribunal ter matado e comido uma pessoa a pedido da própria vítima. O “Canibal de Rotenburg”, como ficou conhecido, diz ter conhecido a vítima e combinado como tudo seria feito através da internet. Uma investigação da policia levou a uma rede de fóruns de canibalismo escondidos na DeepWeb. “Cannibal Cafe”, “Guy Cannibals” e “Torturenet” eram páginas usadas pelos canibais para marcar encontros e selecionar vítimas para a prática de canibalismo.

Nesses fóruns rolava de tudo, desde fotos e testemunhos de canibais até receitas para o bom preparo da carne humana. Mas o pior, certamente, eram os voluntários. Isso mesmo, tinha gente que se inscrevia para ser “comida” literalmente. Alguns, não por inteiro, apenas certas partes do corpo. Outros, todavia, viravam o prato do dia. Não, não tente entender, a idiotice humana desconhece limites. Quando você pensa que já viu de tudo, eis que aparece a DeepWeb.

1
2
3
4