Imagens surreais de Júpiter divulgadas pela Nasa mostram um planeta bem diferente da sua aula de ciências

júpiter

Sabe aquelas imagens históricas de Júpiter que você se acostumou a ver nas aulas de ciência, de um planeta marrom com manchas avermelhadas ? A Nasa acabou de descobrir que não era nada disso.

A sonda Juno que orbita o maior planeta do sistema solar desde 5 de Julho de 2016 e desde então tem presentado a Terra com imagens incríveis do estranho e belo planeta, acaba de divulgar um novo lote de imagens incríveis que mostram um planeta  de nuvens , magnetismo intenso e um núcleo que pode se desintegrar a qualquer momento, segundo as primeiras análises dos cientistas.

1- Esta imagem renderizada por computador com base nos dados da sonda Juno mostra as vibrantes cores de Júpiter em detalhes. ( Gabriel Fiset / Citizen Scientist )

 

2- Membros da missão Juno divulgaram também uma imagem bem próxima da textura da superfície do planeta. Parece um quadro de arte abstrata ( Nasa )

 

3- Já esta foca em uma tempestade próximo á um dos ciclones brancos do planeta marrom ( Nasa )

 

 

4- Um misterioso ponto escuro parece revelar uma confluência de tempestades, segundo os cientistas ( Nasa )

 

5 – O maior planeta do sistema solar sendo revelado pela iluminação parcial do sol.

A comprovação de que  o campo magnético de Júpiter é quase o dobro do estimado, e que enormes tempestades e ciclones ocorrem nos pólos do planeta estão entre as revelações mais recentes dos cientistas da Nasa.

A sonda Juno ainda dará centenas de voltas na órbita do planeta e continuará respondendo mistérios guardados por décadas por este gigante do sistema solar. Quem sabe a Juno até descubra o que há abaixo das incessantes nuvens de gases que cobrem o planeta?

LEIA TAMBÉM  Por que o concreto romano dura mais que o moderno?

 

6 – Despedida: O pólo sul de Júpiter. Sem palavras

Compartilhe
  • LG

    Lembra um Van Gogh!