Venha morrer de medo com mais essas 5 criaturas lendárias – parte 3

Criaturas lendárias

Está na hora de conhecer mais 5 criaturas lendárias assustadoras. Você já conhece o esquema. Aqui separamos alguns monstros míticos e histórias aterrorizantes e dissecamos todos os fatos para você conhecer melhor essas lendas. Falando em lendas, não esqueça de conferir depois as nossas lendas urbanas que também são capazes de despertar alguns belos sustos em você. Chega de papo e vamos conhecer essas criaturas lendárias!

1. O Chupacabra

Criaturas lendárias

O Chupacabras é mais comumente associado às comunidades latinas nos EUA, México e Porto Rico (onde houve o primeiro relato). Supostamente é uma criatura pesada, do tamanho de um urso pequeno, com uma linha de espinhos do pescoço até a base da cauda, e o seu nome vem do fato de que supostamente ataque animais e beba seu sangue – especialmente de cabras.

Apesar de que a lenda começou perto de 1987, há muitas similaridades com o “Vampiro de Moca”, nome dado a uma criatura desconhecida que matou animais por toda a cidade de Moca, nos anos 1970. O vampiro de Moca deixava os animais completamente sem sangue, que aparentemente tinha sido extraído a partir de uma série de cortes circulares.

A descrição mais comum do Chupacabra é a de um ser tipo lagarto, parecendo ter uma pele de couro ou de escamas verde-acizentadas, e espinhos pontudos ou pequenos, correndo por toda as suas costas. Esta forma mede aproximadamente de 1 a 1.2 metros de altura, e permanece de pé e pula de uma maneira parecida a de um canguru. Em pelo menos um avistamento, a criatura pulou 6 metros. Desta variedade é dito ter um focinho parecido com o de um cachorro ou pantera, uma língua bifurcada protuberante, caninos grandes, e que assobia e chia quando amedrontado, assim como deixa um fedor sulfúrico atrás de si. Quando ele chia, alguns relatos notam que os olhos do chupacabras brilham com um vermelho incomum, que dá náuseas nas testemunhas. Algumas testemunhas o viram com asas como as de morcego.

LEIA TAMBÉM  A história por trás da lendária Fênix

2. Pé grande

Criaturas lendárias

Pé grande, também conhecido como Sasquatch (veja o post com o documentário sobre o Pé Grande, clicando aqui) é descrito como um homem meio macaco que habita áreas florestais do pacífico noroeste e partes da província da Columbia Britânica, no Canadá. Ao longo dos anos houveram vários avistamentos e fotografias do Pé Grande, mas não há provas conclusivas que comprovam a sua existência.

Muitos especialistas do assunto consideram a lenda do Pé Grande como uma combinação de foclore com boatos, mas há um número de autores e pesquisadores que acreditam que as histórias possam ser verdadeiras. Existe alguma especulação que, como o Monstro do lago Ness, o Pé Grande possa ser um remanescente vivo do tempo dos dinossauros – especificamente um Gigantopithecus blacki – um macaco gigante. Os relatos mais antigos do Pé Grande são de 1924, apesar de relatos de um tipo similar de criatura terem aparecido já nos anos 1860.

3. Monstro do Loch Ness

Criaturas lendárias

O Lago Ness é o mais extenso lago de água fresca da Grã-Bretanha. Por séculos pessoas têm relatado avistar uma criatura grande vivendo no lago – os avistamentos mais antigos vindo do período de Saint Columba (565 d.C). Apesar de que os avistamentos da criatura em terra, ao redor do lago, supostamente datarem do século dezesseis, o interesse moderno no monstro foi estimulado por um avistamento em 22 de julho de 1933, quando o sr. George Spicer e sua esposa viram “uma forma animal extraordinária” cruzar a rua em frente ao seu carro. Eles descreveram a criatura como tendo um corpo grande (cerca de 1.2 metros de altura e 7.5 metros de comprimento), e um longo, estreito pescoço, um pouco mais grosso do que uma tromba de elefante e tão longo quanto os 3m – 3.2m da largura da rua; o pescoço tinha um número de ondulações.

Eles não viram os membros por causa de um declive na rua que obscureceu a porção inferior do animal. Ele se moveu pela rua em direção ao lago, à 18 metros de distância, deixando apenas um rastro de pequenos arbustos quebrados em seu caminho.

LEIA TAMBÉM  A história por trás da lendária Fênix

Não apenas o Monstro do Lago Ness foi repetidamente fotografado, ele também foi filmado – recentemente, em 2007, e também detectado em sonares. Infelizmente, contudo, a filmagem e fotos nunca são claras o suficiente para dar uma resposta definitiva para o que a criatura é. Alguns especulam que é um plesiossauro, que sobreviveu do restante da população de dinossauros.

4. Bunyip

Criaturas lendárias

O bunyip alimenta-se de seres humanos, dando preferência a mulheres. Seu grito pode fazer o sangue coagular. Acredita-se também que o bunyip cause doenças.

Do mesmo modo que o mapinguari brasileiro, não se sabe se o bunyip é apenas uma lenda ou um animal ainda não descoberto. Algumas teorias apontam como sendo o Diprotodon, uma espécie de vombate gigante extinta há 50 mil anos, quando os humanos chegaram à Austrália. Já os Ufologos dizem que é um animal de um outro planeta, deixado aqui por “não se sabe quem” e que deve ser único.

5. Con Rit

Criaturas lendárias

Esta longa serpente do mar é avistada na maior parte das vezes no sudeste da Ásia, especialmente perto da costa do Vietnã. A RIT é muito estranha, mesmo para uma serpente do mar. A Con RIT lembra uma centopéia gigante, com juntas, segmentos blindados. Seu corpo é cerca de 50 metros de comprimento e um metro de largura. A parte superior é marrom, o ventre amarelo. Cada um dos vários segmentos é de cerca de dois metros por três metros e contém um par de pernas pequenas cerca de dois metros e meio de comprimento. No folclore vietnamita, a con rit é uma especie de divindade da água, um tipo de dragão aquático, identificado como “criatura de magnífico poder” no livro de folclore Chich-Quai.

LEIA TAMBÉM  Entenda o que é a Deep Web e quais são os riscos de acessá-la

A con rit foi avistada durante um período de 20 anos a partir de 1883. Segundo os contos passados de geração em geração, os vietnamitas temiam entrar nas águas onde a Con Rit habitava. Os cientistas, intrigados com as histórias, investigaram e pensaram que o reconhecimento oficial para esta espécie poderia ser rápido, visto o número de pessoas que reclamava de suas aparições. Mas, por algum motivo desconhecido, a con rit parou de aparecer com freqüência e os avistamentos agora tornam-se cada vez mais raros.

Criptozoologistas têm sugerido uma série de possibilidades para o que a con rit con poderia ser, se for um animal de verdade. Alguns dizem que é uma baleia primitiva que é um parente do zeuglodons, dotado de placas ósseas. Poderia ser também uma espécie de crustáceo gigante ou outra criatura marinha segmentada. Os cientistas esperam que seja uma criatura oceânica, uma vez que o oceano é o único lugar onde criaturas de tais proporções poderiam se esconder sem serem descobertas.