Duro na queda: 10 vezes que tentaram matar Adolf Hitler e ele sobreviveu

13/06/2017

5. A garrafa que não explodiu

Nem todo alemão estava feliz quando Hitler chegou ao poder. Como os nazistas começaram a “apagar” os seus adversários políticos e massacrar os judeus, o general Henning von Tresckow prometeu pôr fim ao Partido Nazista. Ele ajudou a iniciar a resistência alemã e prometeu que iria parar para tirar Adolf Hitler do poder.

Ele teve a sua oportunidade no dia 13 de março de 1943. Hitler estava voando de Vinnitsa, URSS, de volta para a Alemanha e, a caminho de casa, teria uma escala em Smolensk. Lá, Tresckow teria a sua oportunidade para atacar o líder nazista. Ele entregou a um dos oficiais que estava com Hitler uma garrafa do caro vinho Brandy fingindo que era um presente para os oficiais nazistas em Berlim.

No interior da garrafa, porém, Tresckow havia escondido uma bomba definida com um fusível de 30 minutos. O oficial caiu na armadilha e colocou a garrafa com explosivo no avião. Tresckow assistiu a aeronave decolar, esperando para ver Hitler explodir no céu. Porém, a bomba não explodiu.

O compartimento de bagagem onde a garrafa foi armazenada era muito fria e os explosivos não conseguiram inflamar. Hitler chegou em segurança em sua casa, sem saber que sua vida estava sempre em perigo. Já Tresckow, frenético, teve que começar a chamar certas pessoas em Berlim e pedir ajuda para recolher a garrafa antes que alguém a encontrasse.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11