Duro na queda: 10 vezes que tentaram matar Adolf Hitler e ele sobreviveu

13/06/2017

10. A oportunidade perfeita

Os britânicos tinham intenções fortes de matar Hitler. E tiveram muitas oportunidades. Primeiro, eles planejaram bombardear o trem particular de Hitler, e, posteriormente, envenenar o seu abastecimento de água, mas eles não tinham meios de obter acesso a tudo isso.

Isso mudou, no entanto, em 1944, quando eles capturaram um dos guardas pessoais de Hitler. Eles o interrogaram e descobriram que ele trabalhava no refúgio de montanha de Hitler nos Alpes da Baviera, e ele estava disposto a dizer-lhes o que eles precisavam saber para matar o Führer.

Quando Hitler estava em seu retiro, o guarda disse-lhes que a bandeira nazista era içada sobre o edifício. Todos os dias, às 10:00 horas, ele iria dar um passeio solitário em uma casa de chá nas proximidades. Por cerca de 20 minutos, ele estaria sozinho, andando por um caminho em uma floresta, onde um atirador poderia facilmente ser esconder.

Os britânicos tinham tudo para finalmente matar o líder do nazismo. Eles tinham um atirador pronto, e um homem por perto que estava disposto a ajudá-lo a entrar no local. O plano provavelmente teria funcionado. Porém, o Tenente-coronel Ronald Thornley conseguiu convencê-los de que era melhor deixar Hitler vivo. Matá-lo faria dele um mártir, manteria as ideias do nazismo vivas, e uma estratégia melhor seria colocar alguém no lugar de Hitler. Naquele momento, a guerra estava quase no fim. Os Aliados se deram realmente bem com Hitler vivo do que morto, que acabou se matando perto do fim da guerra.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11