16 empresas amadas pelos brasileiros e que não existem mais

23/09/2019

Panair

Bem mais antiga do que se imagina, a Panair foi uma empresa pioneira na aviação civil aqui no Brasil. Ela nasceu como uma subsidiária da NYRBA (New York-Rio-Buneos Aires) em 1929. No ano seguinte, ela foi incorporada pela Pan Am (outra que já foi extinta) e mudou seu nome de Nyrba do Brasil para Panair do Brasil.

O que levou ao encerramento de suas atividades foi um forte movimento que tentava fazer com que a empresa se tornasse 100% nacional. Até mesmo outras companhias de aviação estavam articulando o movimento. Na época da ditadura, por não conseguirem nacionalizar a empresa, o governo foi aos poucos limitando suas atividades, até que ela precisou ser fechada completamente por aqui.

Banco Nacional

O Banco Nacional é bastante lembrado pelos brasileiros por ter estampado o boné de Ayrton Senna. Nas diversas aparições do piloto na televisão, era comum vê-lo usando o acessório estampando o logo do antigo banco. A companhia também foi a primeira patrocinadora do Jornal Nacional, da Rede Globo. Isso mostra a importância que esse banco teve nos anos 80 e 90.

Porém, em 1994, por conta de dificuldades financeiras, o Banco Central precisou intervir na gestão do Banco Nacional e até criar o Proer para evitar uma catástrofe na economia do país. Em 1995, a empresa quebrou de vez e teve todos os seus ativos transferidos para o Unibanco.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15