22 Melhores e mais letais Forças Especiais e Comandos do Mundo

16/09/2019
As forcas especiais mais letais

Quando a encrenca é grande, é esse pessoal que os governos chamam. São as FORÇAS ESPECIAIS E COMANDOS: as “tropas de elite” de seus países que chegam sempre para por um ponto final no problema.

Fazer parte de cada uma dessas forças especiais não é uma tarefa fácil. Os treinamentos são duros, por vezes traumatizantes e fazem com que qualquer recruta peça para sair antes mesmo de chegar na metade.

Mas a pior fase começa depois de estar formado e condecorado com o privilégio de ser parte de uma dessas forças especiais: as missões são as mais complicadas possíveis! É a certeza da morte em combate assoprando no ouvido a cada novo conflito! Você teria coragem? Encararia? É homem suficiente? Veja o que você teria que enfrentar nesse post.

Obs:. A ordem adotada não representa importância. Ilustrando a afirmação anterior, o primeiro item da lista não necessariamente é a melhor força especial/comando.

22. U.S. Navy SEALs

As forcas especiais mais letais

Os Navy Seals, unidade criada em 1942, são a principal força de operações especiais da Marinha dos Estados Unidos e parte do Comando Naval de Operações Especiais (NSWC) como também um componente marítimo do Comando de Operações Especiais (USSOCOM).

A sigla da unidade é derivada de sua capacidade em operar no mar (sea), no ar (air) e em terra (land). Na Guerra ao Terror, os SEALs foram utilizados quase exclusivamente em operações terrestres, incluindo ação direta, resgate de reféns, antiterrorismo, reconhecimento especial, guerra não-convencional e operações de defesa interna. Sem exceção, todos os SEALs são membros do sexo masculino, seja da Marinha ou da Guarda Costeira.

Operações famosas: Uma equipe autorizada por Barack Obama matou Osama bin Laden no seu complexo, no Paquistão. Três Navy SEALs também mataram três piratas somalis quando fizeram refém o capitão.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22