O que pode acontecer em uma viagem até Marte?

Já sonhou em fazer uma viagem para Marte?

Desde que o homem começou a explorar o espaço, o desejo de colonizar outros planetas foi crescendo cada dia mais. Afinal, estamos esgotando praticamente todos os recursos da Terra, transformando-a aos poucos em um lugar em que vai ser difícil sobreviver daqui uns anos. Mas, para onde ir?

Diante dessa pergunta, uma resposta parece óbvia para várias pessoas: Marte. O Planeta Vermelho tem sido considerado a melhor opção para uma sobrevida da humanidade por causa de suas condições menos desfavoráveis. Especialmente quando consideramos outros planetas. Porém, quando o homem chegará a Marte?

2030, a data mais provável

Fixando a bandeira na viagem para Marte

Diversas pessoas acreditam que a data mais provável em que o homem chegará em Marte é em 2030. Portanto vai demorar um pouco para fixarmos nossa bandeira por lá. Isso porque há diversos desafios a serem superados até que cheguemos ao Planeta Vermelho.

Uma das pessoas que acredita nessa data é o ex-astronauta alemão, Thomas Reiter. Ele foi o primeiro profissional da área a realizar uma caminhada espacial, realizada durante seu tempo na estação MIR em 1995.

De acordo com ele, a partir do nível de conhecimento e das capacidades que estamos desenvolvendo, poderemos realmente levar o homem a Marte em 2030. Hoje, Reiter é diretor do departamento de voos tripulados da Agência Espacial Europeia (ESA).

A viagem para Marte

A distância entre a Terra e Marte, um dos principais problemas para a viagem para Marte

A viagem para Marte não será nada fácil. Esse é obviamente o maior obstáculo para a chegada do homem. O Planeta Vermelho está a aproximadamente 60 milhões de quilômetros de distância da Terra. Percorrer esse caminho seria o mesmo que dar mais de 4 mil voltar ao redor do nosso planeta.

É por isso que uma viagem a Marte demoraria bastante. Simulações otimistas sugerem que somente a ida levaria cerca de um ano para se completar. A volta seria ainda mais complicada, uma vez que a nave espacial já teria deixado para trás boa parte dos propulsores e combustíveis.

LEIA TAMBÉM  Top 7 - As coisas mais raras do mundo

Porém, isso não foi o suficiente para fazer cientistas e estudiosos desistirem do plano. A ideia inicial, portanto, é tentar colocar astronautas na órbita de Marte e fazê-los voltar em seguida, sem pousá-los em solo marciano. Isso ajudaria a entender a quantidade necessária de recursos para a viagem e quais seriam os riscos.

Riscos da viagem

Os riscos da viagem para Marte

Falando neles, quais são os perigos de se tentar viajar para o Planeta Vermelho? Além dos riscos inerentes à espaçonave, como explosão dos combustíveis e defeitos mecânicos, há também problemas para os astronautas.

A ausência da atmosfera terrestre, que protege a humanidade de diversas radiações, os astronautas estariam expostos a uma grande quantidade de raios nocivos para sua saúde. Além dos raios-x, raios gama e a própria radiação cósmica favoreceriam o surgimento de câncer e muitas outras complicações.

Porém, um dos principais problemas é o sustento dos astronautas. Como será a produção de água na espaçonave? E o alimento? Muito embora já exista um bom aproveitamento dos dejetos humanos – sim, cocô e xixi virando água e comida –, ainda é preciso aumentar o nível de produção para garantir o sustento dos viajantes.

Diferente do que vimos nos filme “Perdido em Marte”, estrelado por Matt Damon, não vai ser tão fácil assim plantar batatas nas condições marcianas. Segue o trailer do excelente filme se ainda não assistiu.

Além disso, também devemos considerar os diversos problemas psicológicos que o isolamento e o tempo de viagem podem causar aos astronautas. Você já imaginou ficar tanto tempo sozinho ou com apenas algumas pessoas?

Apoio do governo e iniciativa privada

Space X e a iniciativa privada ajudando na viagem para Marte

Muitos podem até torcer o nariz, mas é dos Estados Unidos que provavelmente veremos o foguete partir em direção a Marte. Por lá, até mesmo o presidente apoia essa viagem ao Planeta Vermelho. Barack Obama também acredita que o homem concretizará esse feito em 2030. Ele até estabeleceu esse feito como uma meta para a humanidade.

LEIA TAMBÉM  Energia livre: já obtemos a tecnologia?

O atual presidente norte-americano acredita em uma parceria entre o governo e a iniciativa privada. De acordo com ele, isso pode ajudar bastante na conquista de Marte. A SpaceX é a empresa que tem apresentado melhores resultados nesse sentido, construindo seus próprios foguetes e realizando vários testes todos os anos. É a companhia criada e liderada por Elon Musk, aquele que é conhecido como “Homem de Ferro da vida real”.

O objetivo da NASA é usar o programa Sistema de Lançamento Espacial para lançar a cápsula Órion para chegar a Marte. Os primeiros testes estão agendados para 2018, o que coloca ainda mais expectativa para a colonização do Planeta Vermelho. Afinal, falta bem pouco para esse grande passo para a humanidade.

E você, já sonhou em visitar Marte? Acha que a humanidade vai alcançar a façanha de conquistar o Planeta Vermelho até 2030? Vamos torcer para estarmos vivos quando esse dia chegar.