Os 10 vinhos mais caros do mundo

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho é uma das bebidas mais admiradas em todo o mundo. Isso também acontece aqui no Brasil. Por conta de sua arte na fabricação, muitos procuram esse precioso líquido para montar uma coleção ou completar uma adega recheada de garrafas únicas. É por isso que faz todo sentido listarmos os 10 vinhos mais caros do mundo.

Quem oferece essa informação é o site Wine-Searcher. Só lá é possível encontrar os vinhos mais caros do mundo. Em sua base de dados, são mais de 6 milhões de vinhos registrados e mais de 40 mil vinícolas cadastradas. O interessante é notar que nenhum das 10 bebidas listas abaixo foram produzidas na Itália. A hegemonia é francesa, mas também temos alguns vinhos alemães e um norte-americano.

Confira agora a lista dos 10 vinhos mais caros de todo o mundo. Depois disso, que tal pegar aquele seu vinho baratinho e lembrar que infelizmente nós não temos condições financeiras de comprar nenhuma dessas bebidas?

1. Domaine de la Romanee-Conti Romanee-Conti Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho mais caro do mundo pertence à França. Ele é produzido na região Cote de Nuits, onde se encontra uma das vinícolas mais famosas do mundo. A bebida pertente a marca Romanée-Conti, uma das mais reconhecidas do mundo. O preço médio da garrafa já é tão cara quanto um carro popular. Com o preço máximo é possível comprar até uma casa.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 13.908 – (R$ 45.532)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 93.491 – (R$ 306.075)

2. Egon Muller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O segundo vinho da lista é alemão. O preço médio cai um pouco aqui, mas ainda é altíssimo. O mesmo podemos dizer do preço máximo da garrafa. Essa bebida alemã é fabricada em Mosel, outra região historicamente conhecida pela fabricação de vinhos de excelente qualidade.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 10.370 – (R$ 33.949)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 31.823 – (R$ 104.183)
LEIA TAMBÉM  30 famosos mistérios Brasileiros - PARTE 1

3. Domaine Leroy Musigny Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

A presença da França no terceiro lugar realmente mostra a hegemonia do país. O Leroy Musigny é fabricado na mesma região do Romanée-Conti, mas conta com um processo de fabricação diferente e exclusivo.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 7.121 – (R$ 23.313)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 21.413 – (R$ 70.102)

4. Domaine Leflaive Montrachet Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Mais um vinho francês para a lista. A bebida da marca Leflaive Montrachet é considerado um dos vinhos mais caros do mundo e é produzida na região do Cote de Beaune. O preço máximo da garrafa chega a impressionantes R$ 50 mil.

  • Região da vinícola: Cote de Beaune
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 6.025 – (R$ 19.724)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 15.510 – (R$ 50.777)

5. Domaine Georges & Christophe Roumier Musigny Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho francês da Georges & Christophe é produzido em uma vinícola do Cote de Nuits, região que abriga as produtoras de vinhos mais reconhecidas. O preço médio é mais baixo que o concorrente Leflaive, mas tem um preço máximo da garrafa um pouco mais alto.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 5.313 – (R$ 17.393)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 17.093 – (R$ 55.959)

6. Domaine de la Romanee-Conti Montrachet Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Uma variação do primeiro vinho da lista também figura por aqui. O Montrachet é produzido na Cote de Beaune, mas mantém a qualidade de sua contraparte fabricada no Cote de Nuits. O vinho também é extremamente caro e leva muito tempo para ficar pronto.

  • Região da vinícola: Cote de Beaune
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 4.785 – (R$ 15.665)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 12.089 – (R$ 39.577)
LEIA TAMBÉM  10 maiores explosões ocorridas conhecidas pelo homem

7. Joh. Jos. Prum Wehlener Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Os vinhos alemães possuem uma característica em comum: pouco se sabe a respeito de seu processo de fabricação. Deve ser por isso que eles são tão bons e muito procurados pelos amantes da bebida.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 4.580 – (R$ 14.994)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 8.047 – (R$ 26.344)

8. Weingut Markus Molitor Zeltinger Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O oitavo vinho da lista também é produzido em Mosel, na Alemanha. Seu preço máximo com certeza compraria um belo carro popular aqui no Brasil.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.669 – (R$ 12.011)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 9.940 – (R$ 32.542)

9. Domaine Leroy Chambertin Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O último vinho francês do top 10 é outra bebida da Leroy. O que surpreende nesse exemplar é o preço máximo que já pagaram pela garrafa: impressionantes R$ 70 mil, bem mais caro que vários vinhos acima.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.435 – (R$ 11.245)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 21.413 – (R$ 70.102)

10. Screaming Eagle Cabernet Sauvignon

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Para fechar a lista, temos um vinho norte-americano. O Screaming Eagle Cabernet Suavignon é o décimo dos vinhos mais caros do mundo. Ele é produzido na vinícola de Napa Valley e conquista o respeito do mundo todo por figurar nessa seleção.

  • Região da vinícola: Napa Valley
  • País: Estados Unidos
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.003 – (R$ 9.831)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 11.866 – (R$ 38.847)