Os 10 vinhos mais caros do mundo

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho é uma das bebidas mais admiradas em todo o mundo. Isso também acontece aqui no Brasil. Por conta de sua arte na fabricação, muitos procuram esse precioso líquido para montar uma coleção ou completar uma adega recheada de garrafas únicas. É por isso que faz todo sentido listarmos os 10 vinhos mais caros do mundo.

Quem oferece essa informação é o site Wine-Searcher. Só lá é possível encontrar os vinhos mais caros do mundo. Em sua base de dados, são mais de 6 milhões de vinhos registrados e mais de 40 mil vinícolas cadastradas. O interessante é notar que nenhum das 10 bebidas listas abaixo foram produzidas na Itália. A hegemonia é francesa, mas também temos alguns vinhos alemães e um norte-americano.

Confira agora a lista dos 10 vinhos mais caros de todo o mundo. Depois disso, que tal pegar aquele seu vinho baratinho e lembrar que infelizmente nós não temos condições financeiras de comprar nenhuma dessas bebidas?

1. Domaine de la Romanee-Conti Romanee-Conti Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho mais caro do mundo pertence à França. Ele é produzido na região Cote de Nuits, onde se encontra uma das vinícolas mais famosas do mundo. A bebida pertente a marca Romanée-Conti, uma das mais reconhecidas do mundo. O preço médio da garrafa já é tão cara quanto um carro popular. Com o preço máximo é possível comprar até uma casa.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 13.908 – (R$ 45.532)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 93.491 – (R$ 306.075)

2. Egon Muller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O segundo vinho da lista é alemão. O preço médio cai um pouco aqui, mas ainda é altíssimo. O mesmo podemos dizer do preço máximo da garrafa. Essa bebida alemã é fabricada em Mosel, outra região historicamente conhecida pela fabricação de vinhos de excelente qualidade.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 10.370 – (R$ 33.949)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 31.823 – (R$ 104.183)

3. Domaine Leroy Musigny Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

A presença da França no terceiro lugar realmente mostra a hegemonia do país. O Leroy Musigny é fabricado na mesma região do Romanée-Conti, mas conta com um processo de fabricação diferente e exclusivo.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 7.121 – (R$ 23.313)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 21.413 – (R$ 70.102)

4. Domaine Leflaive Montrachet Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Mais um vinho francês para a lista. A bebida da marca Leflaive Montrachet é considerado um dos vinhos mais caros do mundo e é produzida na região do Cote de Beaune. O preço máximo da garrafa chega a impressionantes R$ 50 mil.

  • Região da vinícola: Cote de Beaune
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 6.025 – (R$ 19.724)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 15.510 – (R$ 50.777)

5. Domaine Georges & Christophe Roumier Musigny Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O vinho francês da Georges & Christophe é produzido em uma vinícola do Cote de Nuits, região que abriga as produtoras de vinhos mais reconhecidas. O preço médio é mais baixo que o concorrente Leflaive, mas tem um preço máximo da garrafa um pouco mais alto.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 5.313 – (R$ 17.393)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 17.093 – (R$ 55.959)

6. Domaine de la Romanee-Conti Montrachet Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Uma variação do primeiro vinho da lista também figura por aqui. O Montrachet é produzido na Cote de Beaune, mas mantém a qualidade de sua contraparte fabricada no Cote de Nuits. O vinho também é extremamente caro e leva muito tempo para ficar pronto.

  • Região da vinícola: Cote de Beaune
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 4.785 – (R$ 15.665)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 12.089 – (R$ 39.577)

7. Joh. Jos. Prum Wehlener Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Os vinhos alemães possuem uma característica em comum: pouco se sabe a respeito de seu processo de fabricação. Deve ser por isso que eles são tão bons e muito procurados pelos amantes da bebida.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 4.580 – (R$ 14.994)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 8.047 – (R$ 26.344)

8. Weingut Markus Molitor Zeltinger Sonnenuhr Riesling Trockenbeerenauslese

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O oitavo vinho da lista também é produzido em Mosel, na Alemanha. Seu preço máximo com certeza compraria um belo carro popular aqui no Brasil.

  • Região da vinícola: Mosel
  • País: Alemanha
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.669 – (R$ 12.011)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 9.940 – (R$ 32.542)

9. Domaine Leroy Chambertin Grand Cru

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

O último vinho francês do top 10 é outra bebida da Leroy. O que surpreende nesse exemplar é o preço máximo que já pagaram pela garrafa: impressionantes R$ 70 mil, bem mais caro que vários vinhos acima.

  • Região da vinícola: Cote de Nuits
  • País: França
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.435 – (R$ 11.245)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 21.413 – (R$ 70.102)

10. Screaming Eagle Cabernet Sauvignon

Taça de um dos vinhos mais caros do mundo

Para fechar a lista, temos um vinho norte-americano. O Screaming Eagle Cabernet Suavignon é o décimo dos vinhos mais caros do mundo. Ele é produzido na vinícola de Napa Valley e conquista o respeito do mundo todo por figurar nessa seleção.

  • Região da vinícola: Napa Valley
  • País: Estados Unidos
  • Preço médio da garrafa: US$ 3.003 – (R$ 9.831)
  • Preço máximo da garrafa: US$ 11.866 – (R$ 38.847)