Enfim, chegamos: conheça mais 5 lendas urbanas – parte 10

Lendas Urbanas

Chegando ao fim da nossa sequência de lendas urbanas, trazemos mais uma vez 5 histórias que pairam pelo Brasil e mundo afora. Como de costume, alguns desses contos são realmente surpreendentes. Outros, porém, chamam atenção por conta da impossibilidade de serem verdade. Mas quem pode provar o contrário? Confira agora as últimas 5 lendas urbanas da nossa série!

1. A masturbação faz crescer pelos e cria calos nas mãos

Lendas Urbanas

Esse mito é um dos mais antigos e até hoje muita gente acredita. Segundo a lenda masturbar faria crescer pelos e calos nas mãos. Existem ainda uma dezena de outros mitos relacionados a ela. Provavelmente essa lenda urbana foi inventada por pais preocupados com os filhos, porque antigamente (e ainda hoje) é considerado pecado a masturbação para algumas igrejas.

Antes eles diziam que masturbar causava retardo mental, criava espinhas, e deixava a pessoa estéril. Hoje já foram feitos estudos que comprovam que todos esses mitos não passavam de invenções. Embora tem muita gente que acredite ainda…

2. O que seria Michael Jackson

Lendas Urbanas

O que seria Michael Jackson? Primeiro, Michael Jackson teria morrido nos anos 80 depois de sofrer um acidente ao fazer um comercial da Pepsi, Michael teria morrido. Mas as histórias não pararam por aí. Disseram que ele foi substituído por um robô. Logo depois da sua transformação radical ele virou um alienígena com o objetivo de controlar as massas.

Também espalharam uma história onde ele o astro teve que fazer um reimplante de nariz depois de uma cirurgia malsucedida. Durante sua vida foi uma infinidade de histórias fantásticas envolvendo sua figura. Mesmo depois de morto, as histórias continuam a surgir. Agora dizem que ele não morreu… efeito Elvis.

3. Xuxa fez um pacto com o Diabo

Lendas Urbanas

A rainha dos baixinhos começou sua escalada para a fama nos anos 80 e não faltaram teorias conspiratórias para explicar sua ascensão meteórica até o estrelato. A mais celebre dizia que Xuxa teria feito um pacto com o demônio e, por isso, colocava mensagens satânicas subliminares em suas músicas. Um de seus maiores sucessos, “Doce Mel”, diz no refrão: “doce, doce a vida e um doce”. Se o disco for tocado no sentido anti-horário, garantem os conspirólogos, dá para ouvir “sangue, sangue, sangue”.

Testemunhas da época juravam de pés juntos que viram Xuxa num centro de macumba em Niterói (RJ), onde elas faziam seus pactos com o diabo. Não apenas isso: diziam que a boneca da Xuxa ganhava vida a noite e matava crianças incautas. Uma das histórias mais malucas era a de que uma menina havia ganhado uma dessas bonecas e a mãe só permitiu que ela abrisse o presente no dia seguinte, data do seu aniversário.

Mas, quando o dia amanheceu, a mãe encontrou sua filha morta na cama, com a boneca no colo e uma faca ao lado. Essa história de arrepiar se passou com a boneca menor. Já a maior sufocava as crianças com suas longas pernas. Ha quem afirme que Xuxa vem de “oXUm” e “oXAlá”. É por isso que a apresentadora costuma se referir a Deus como “o cara lá de cima”.

4. Enigma do Número 11

Lendas Urbanas

Esse lance de relacionar um evento com um número sempre aparece na Internet. Depois do tsunami no Japão, o enigma do número 11 voltou a circular pela internet. Veja o porquê:

  • O primeiro dos voos que atingiu as Torres Gêmeas era o Nº 11, que levava a bordo 92 passageiros; a soma dos seus algarismos dá: 9+2 = 11.
  • As vítimas totais que faleceram nos aviões eram 254: 2+5+4 = 11.
  • E, como se não bastasse, o atentado de Madrid aconteceu no dia 11.03.2004. Somando estes algarismos dá: 1+1+0+3+2+0+0+4 = 11.
  • Este atentado aconteceu 911 dias depois do de New York. Somando os seus algarismos dá: 9+1+1 = 11.
  • Terremoto Haiti 11 janeiro
  • Terremoto Japão 11 de março
  • Final da Copa do Mundo 2010 calendário da Fifa 11 de julho
  • Início da Copa 11 de junho
  • 11 novembro 1918 fim da primeira Guerra Mundial
  • Primeira Missão da lua Apollo 11
  • Dia tão aguardado dia 21/12/2012, some 2+1+1+2+2+0+1+2 = 11

Logicamente, é tão arbitrária essa seleção que poderíamos utilizar outro número e conseguir uma série de eventos fantásticos. Porém tem gente que acredita que o número 11 tenha poderes místicos… aí vai da crença de cada um.

5. De lenda urbana à realidade

Lendas Urbanas

Sabe o lance dos “pardais”. Existia um boato que eles eram colocados estrategicamente e de forma indevida para captar dinheiro para uma “Máfia”. Por anos, anos e mais anos, diziam que isso era bobagem do povo imprudente, que levava as multas e choravam para não pagar. Desde o primeiro “pardal” instalado no trânsito de Curitiba, diz a lenda urbana que, como tudo no Brasil, até para um sofisticado sistema informatizado de fiscalização “tem um jeitinho”.

Quando alguém alegava que sabia das tramoias, a notícia sempre vinha do amigo do primo do vizinho e nunca ia para frente, nem era levada a sério. E a lenda urbana que os radares eram colocados para roubar de forma “legal” (um tanto contraditório, mas não existe outra palavra senão roubo para essa ação descarada e sem vergonha) dos motoristas que por vez só sabiam da multa quando chegava os avisos em suas casas.

Lógico, a maioria da população dizia: “Isso é besteira…viu a reportagem do fulano de tal dizendo que é um esquema totalmente seguro e planejado”. Até que esses dias o Fantástico resolveu investigar e ver até que ponto existia verdade nesses boatos. E deu no que deu. O interessante das lendas urbanas é justamente isso: você nunca sabe até que ponto elas são verdadeiras e até que ponto são meros boatos. Às vezes, como nesse caso, ela pode guarda muitas verdades.